Na época pós-festas, aproveitar os saldos já é quase uma tradição. Afinal, muitos aproveitam algumas prendas em dinheiro para conseguirem comprar o que precisam a preços reduzidos. Talvez até seja o teu caso.

Enquanto uns aproveitam as reduções, outros não conseguem tirar o melhor partido desta época. Em causa estão as compras por compulsão, porém, não é a única culpada. Aliás, a principal (e quase única) é a falta de planeamento.

Como quero que usufruas de todos os benefícios desta época de promoções, preparei um mega artigo com dicas que vão evitar a rutura do teu saldo. Queres saber mais? Só tens que continuar a ler!

Definir um orçamento para aproveitar os saldos

1. Define um orçamento

Ainda que esta seja a base de qualquer tipo de compras, a verdade é que para aproveitar os saldos é indispensável. Porquê? Porque assim consegues:

  • Estipular um limite a gastar;
  • Definir um gasto para cada departamento;
  • Controlar os gastos e não afetar o orçamento familiar.

2. Cria uma lista para aproveitar os saldos

Depois de definires o teu limite para gastar nos saldos, chegou a altura de quê? De criares uma lista!

Se por acaso decidires guardar as compras para esta época, torna-se ainda mais essencial ter em mente o que realmente precisas de comprar. Assim evitas gastos desnecessários e consegues ser cumprir à risca com o teu orçamento.

Comparar preços para para aproveitar os saldos

3. Compara preços online

Ainda que comprar online de forma segura seja maravilhoso, melhor ainda é se usares esta ferramenta que é a Internet para comparares preços. Assim ficas com uma ideia dos preços praticados nas lojas físicas e virtuais, podendo depois tomar a melhor decisão.

4. Será que está mesmo com desconto?

Da mesma forma que existem promoções reais, existem aquelas que não são tão reais. Como assim? Eu passo a explicar a seguir.

Tal como tem sido notícia com alguma frequência, algumas lojas aderem ao esquema de aumento dos preços. Ou seja, “inflacionam” o preço real das peças um pouco antes dos saldos para que depois as possam colocar em “desconto”.

Para contornar esta situação, aconselho-te que vás anotando o preço do que queres comprar com antecedência. Analisa os preços ao longo dos 2 ou 3 meses que antecedem os saldos. Assim consegues ver se te compensa ou não a redução de preço.

Aproveitar os saldos com bons descontos

5. Precisas mesmo de comprar? Espera pelos “segundos” saldos

Esta é uma atitude que é muito comum sobretudo no que diz respeito à roupa. Seja por se avizinhar uma cerimónia ou evento especial, é muito comum comprar logo no início das promoções. Contudo, deixo-te mais um conselho: não compres já!

É muito comum os primeiros descontos estarem entre os 10% e os 20%.  Acontece que este nem sempre é o melhor preço. Com o avançar dos saldos, muitas dessas promoções iniciais passam para 50%, 60% ou até mesmo 70%. Por isso, o grande segredo é aguardar um pouco mais pelas reduções “a sério”.

Caso a tua perdição seja a roupa, que tal veres as minhas dicas de como podes poupar a comprar roupa? Acredita, vai fazer uma grande diferença no teu orçamento familiar!

Cesto com compras

6. Não é urgente? Não compres já!

Pode parecer contraditório com as dicas anteriores, contudo, existe uma técnica que poderá ajudar a controlar as compras por compulsão. 

Embora este tipo de compras aconteçam mais no caso da roupa, a verdade é que existem outros setores em que este comportamento se poderá verificar. Mas a grande questão que se coloca é: o que fazer nestes casos? Simples: deixa que o destino defina isso.

Por exemplo, se não precisas de um determinado casaco, não o compres logo no início das promoções. Deixa os dias passarem e volta no fim dos saldos. Se ainda lá estiver e poderes comprar, então é porque era para ser teu.

Sacos de papel com compras

Mas como é que isto poderá ajudar a controlar as compras por compulsão?

Agora vocês perguntam-me: Joana, afinal isso evita ou promove as compras por compulsão? A meu ver, evita-as devido a uma série de fatores:

  1. Dá-te tempo para repensares se deves ou não comprar;
  2. Caso decidas mesmo comprar, poderás comparar os preços noutras lojas;
  3. Tens tempo para comprar outros artigos necessários ou mais urgentes, evitando gastos com o que não é essencial;
  4. Permite-te analisar melhor o teu orçamento definido e ver se há ou não possibilidade de comprar o que pretendes sem o ultrapassar.

Além destes fatores, existe um importante: encontrar melhores pechinchas. Sim, isso mesmo! Quantas vezes não existem descidas de preço a meio dos saldos? Deste modo, consegues um melhor desconto que o inicial. Existem muitos casos em que muitos artigos chegam aos 80% de redução numa segunda descida de preços. É uma questão de ter paciência e ir analisando os preços ao longo do tempo!

Como aproveitar os saldos?

7. Aproveita os descontos da nova coleção

Estás a precisar de comprar móveis para o teu terraço e de uma árvore de Natal? Aproveita os descontos sazonais! Ou seja, quando chegarem as novas coleções, faz uma lista com o que precisas da antiga e nova coleções. Porquê? Porque por norma existem saldos nas peças antigas e uma redução, muitas vezes generosa, na nova coleção. Assim fazes o verdadeiro 2 em 1!

8. De manhã é quando consegues aproveitar os saldos!

Embora não pareça, de manhã é quando consegues aproveitar os saldos da melhor forma. Porquê? Porque as lojas estão, por norma, mais arrumadas, pelo que consegues ter uma melhor visão do espaço e das peças. Contudo, isto só se costuma verificar à semana, que é quando existe menos afluência.

Caso não possas ir de manhã às compras, a minha sugestão é que possas ir nos horários de menor afluência. Assim consegues ver tudo com atenção e calma.

9. Vai sem pressa

Esquece se vais numa “escapadinha” para aproveitares os saldos. Isso só vai fazer com que faças tudo a correr, não tirando o melhor partido desta época.

Por isso, vai com calma para veres as promoções existentes. Só assim é que consegues encontrar as tão desejadas pechinchas!

10. Paga sempre em dinheiro

Por último, uma dica que podes aplicar até para poupares no supermercado: pagar sempre em dinheiro.

Quando decidires que está na altura de ir para o “terreno”, tem sempre em conta o orçamento definido inicialmente, contudo, mune-te e leva dinheiro em papel. Isto porque o dinheiro em forma de cartões voa mais depressa e os limites são difíceis de controlar. Pelo contrário, o dinheiro físico consegue-se controlar melhor, seguindo os limites já impostos.

Dicas para aproveitar os saldos sem pressa

Saldos: quando é que começam?

Depois de todas as dicas, há uma dúvida que ainda permanece: quando é que os saldos começam?

Embora haja uma data padrão para o começo das promoções, a verdade é que existem alturas mais ou menos propícias para alguns setores específicos. Nesse sentido, aconselho-te a veres as informações deste artigo completo e muito bem explicado!

Estás pronto para aproveitar os saldos?

Agora que já sabes como aproveitar os saldos da melhor forma, toca a pôr em prática tudo o que aprendeste! Mas não te esqueças: faz sempre as tuas escolhas de forma consciente e sem pores em risco as tuas poupanças ou orçamento familiar. A ideia é aproveitares as reduções de preço e não te prejudicares!

Diz-me de tua justiça: quais são as técnicas que mais usas quando vais aos saldos? O que costumas comprar? Partilha comigo nos comentários!