Atualmente comprar roupa deixou de ser só uma necessidade. Para muitos, esta prática é uma forma de, muitas vezes, fugir aos problemas. Contudo, em vez de fugir aos problemas pode é criar outros. Por isso é que é importante aprender a como poupar dinheiro a comprar roupa.

Embora muitos considerem comprar roupa um ato inofensivo porque “uma peça nunca é demais”, a verdade é que este é o meio perfeito para dissipar grande parte do dinheiro das finanças pessoais. Ora se o objetivo é atingir a liberdade financeira, há que lutar contra isto, certo?

Neste artigo vou dar-te algumas dicas que, certamente, não te ocorreram antes. De fora ficam as dicas relacionadas com as crises emocionais, uma vez que essa é, obviamente, a dica quase que subentendida (diria que é a dica número 0, caso existisse).

1. Definir um orçamento para a roupa

Semelhantemente a outros aspetos da tua vida (diria que em 99% dos casos), é necessário teres estipulado um valor para gastos relacionados com roupa. Porquê? Porque te obriga a estipulares um patamar do qual não poderás passar. Com este objetivo, vais-te focar em fazeres compras racionais e a procurar sempre o balanço entre a qualidade e o preço.

2. Fazer uma lista das peças que são precisas

Disciplina é a palavra-chave deste ponto. Não podes inserir aquelas roupas que “precisas porque todos têm” ou porque “é a tendência”. Nesta lista só entra as peças que realmente necessitas para fazer face ao teu dia-a-dia em diferentes ocasiões.

Caso sintas dificuldade em fazeres uma lista assim, podes sempre adotar a metodologia do armário cápsula. Além de reduzir significativamente o que tens no armário, permite-te raciocinar de forma mais lógica e, assim, comprar somente o estritamente necessário. Para não falar que fica mais fácil definires o teu estilo.

Como sugestão para te ajudar nesta matéria, recomendo que visites o perfil do Armário Cápsula da Maria Gonçalves, que inclusive já lançou um livro. Além de looks, a Maria partilha regularmente dicas preciosas para que possas seguir um estilo mais minimalista, que te leva a reduzir significativamente a despesa com a compra de roupa.

Roupa essencial permite poupar

3. Optar pela melhor relação qualidade-preço

Como poupar dinheiro a comprar roupa envolve, sobretudo, fazeres escolhas lógicas e benéficas. De que te adianta comprares muita roupa dentro do orçamento definido se nem para 2 ou 3 utilizações dá?

Quando procurares comprar as peças que precisas, equaciona pagar um pouco mais para teres um artigo que tenha maior longevidade em detrimento de peças que facilmente se vão deteriorar. Lembra-te: quantidade não significa qualidade e, na maioria, é preferível abrir mão da quantidade para não teres que andar constantemente a gastar dinheiro com roupa.

4. Evitar roupas que precisem de cuidados adicionais

Ao não comprar peças que, por exemplo, necessitem de ser lavadas separadamente, estás não só a poupar na compra como também na manutenção delas. Lembra-te que a cada peça que precise de cuidados especiais, tens um custo acrescido de água, eletricidade e detergentes.

Roupa diversificada

5. Dar preferência a roupas que não precisem de ser engomadas

Existem diversos truques para que a roupa não precise de ser passada a ferro. No entanto, o principal prende-se com o tipo de tecido da peça. De facto existem materiais que mesmo depois de irem à máquina de lavar não ficam amarrotados. Alguns exemplos são os tecidos feitos de nylon, poliéster, acrílico e malhas com elastano (lycra).

Ao optares por este critério para escolheres as peças que compras, irás certamente poupar na conta da luz!

6. Comprar no tamanho certo

Esta é outra das dicas clássicas que convém relembrar. Comprar a roupa no tamanho certo não só ajuda a compor uma imagem mais elegante como também a evitar compras desnecessárias. Se atualmente usas o M, compra um M e não um S a pensar que, daqui a uns tempos, vais emagrecer.

Além de ficares a viver numa realidade que não é a que vives, vai inviabilizar o uso das peças que compraste a pensar num acontecimento que ainda não teve lugar.

7. Reaproveitar e reutilizar roupa

Não comprar é, certamente, a melhor forma de como poupar dinheiro a comprar roupa. Por isso, dá uma vista de olhos ao teu guarda-roupa e vê o que te serve ou o que não vale a pena ter guardado.

Depois que fizeres essa seleção, podes apostar em novas combinações ou em alternativas para reutilizar as peças em causa. Mesmo que tenhas que recorrer a uma costureira para fazer algumas alterações, certamente que compensará o investimento, já que a peça vai durar mais algumas estações com um ar completamente renovado.

Roupa em segunda mão - poupar

8. Recorrer a lojas de roupa em segunda mão

Existe ainda um certo preconceito nesta área. Apesar de existirem e serem tidas como boas alternativas, o certo é que poucos ainda recorrem às lojas de segunda mão. Muito mais do que os preços baixos, adotar esta medida ajuda a, por exemplo, proteger o ambiente.

Por isso, equaciona a compra de produtos em segunda mão. Caso estejas reticente, tens aqui 4 bons motivos para comprar roupa em segunda mão.

9. Comparar preços nos outlets

Outra boa forma de poupar ao comprar roupa é, precisamente, ver o que os outlets têm. Apesar de venderem peças fora de estação e coleções descontinuadas, nos outlets poderás encontrar peças que se insiram perfeitamente no teu armário e orçamento estipulado.

10. Comprar online

Embora não seja regra, muitas vezes comprar online compensa mais do que te deslocares à loja para comprar. Além de poderes ver com mais calma os preços e o tipo de peça, evitas custos com as deslocações que, como é óbvio, também contam para olhar os gastos que tens a comprar roupa.

Ainda tens receio e não sabes como comprar online? Vê o meu artigo com 7 dicas para não caíres em burlas nas compras online.

Loja de roupa

11. Aproveitar promoções e descontos

Pode parecer perigoso, mas uma das partes de como poupar dinheiro a comprar roupa envolve, precisamente, a análise de promoções e descontos.

Por exemplo, os saldos e reduções sazonais podem ser uma excelente forma de encontrar básicos para compor o guarda-roupa. Para potenciar esse investimento, podes ainda pensar no uso que podes dar à peça – as t-shirts dão não só para a estação mais quente como também para a chamada meia-estação.

Quanto a promoções e descontos exclusivos, analisa as marcas que costumas usar e comprar nas redes sociais. Muitas delas oferecem um desconto ou vale de oferta ao subscreveres a newsletter deles. Além do desconto consegues, sem te preocupares muito, receber informações sobre os últimos descontos e preços baixos. Contudo, nunca baixes os braços e continua a comparar com preços de outras lojas!

12. Visitar lojas locais

O comércio tradicional dispõe não só de um atendimento mais personalizado como também peças de grande qualidade a preços mais apetecíveis que as grandes superfícies. Por isso, antes de fazeres alguma compra, aproveita para veres o comércio local.

Como poupar dinheiro a comprar roupa

13. Calcula o custo por utilização

Esta dica é sobretudo importante quando estiveres indeciso entre duas peças de roupa. Porquê? Porque te permite saber quanto te custa cada utilização de cada peça.

Exemplo: a camisola de malha A custa 10€ e outra idêntica, a camisola B, custa 25€. Estimo usar esta peça durante 3 meses, no mínimo 3 vezes por semana. Como cada mês tem, em média, 4 semanas, significa que vou usar a camisola 12 vezes por mês. Ao fim de 3, são 36 utilizações.

A camisola A tem um custo por utilização de 0,28€, enquanto a B tem um custo de 0,69€. Pelas contas, a opção A parece mais apetível, porém tens que considerar outros fatores como:

  • Qualidade da peça, que influencia na durabilidade;
  • Versatilidade para outras ocasiões;
  • Se é uma compra prioritária ou não;
  • Se existem peças semelhantes ou códigos de desconto para comprar a um preço mais baixo.

14. Pedir emprestado

Se vais ter algum evento diferente e não queres gastar dinheiro em peças específicas, podes sempre pedir roupa emprestada a algum familiar ou amigo. Podes ainda ir mais longe e trocar roupa que tenhas por peças que queiras dos teus amigos ou familiares. Todos ficam a ganhar!

Estas são as dicas que irão impactar a forma como compras a tua. Com uma atitude mais consciente e sem deixares que a parte emocional te domine, irás notar poupanças significativas a curto e médio prazo! Pode-se assim dizer que este é mais um desafio superado.