Pode parecer uma dor de cabeça, mas planear as refeições semanais permite-te ter uma dupla poupança: tempo e dinheiro. Não acreditas? Então continua a ler este artigo.

Planear refeições semanais

Porque deves planear as refeições semanais?

Esta é, provavelmente, a pergunta para 1 milhão de euros. Embora pareça ter uma resposta complexa, a verdade é que não tem. Deves fazer este planeamento por uma simples razão: poupança. Além de poupares tempo e dinheiro, consegues rentabilizar todos os teus recursos e evitar o desperdício alimentar, como vais ver mais à frente.

Basicamente, planear tudo o que se faz evita muitos dissabores. Falando no caso aqui de casa, morámos 3 pessoas, mas somente 2 cozinham. Ou seja, as refeições, sejam elas as principais ou não, são geridas entre mim e a outra pessoa que cozinha. Curiosamente, somos igualmente as responsáveis pelas compras da casa, o que em parte facilita o processo de gestão. Porém, no que concerne às refeições, as coisas destoam.

Digamos que eu sou apologista da organização em tudo na minha vida, contudo, a outra pessoa não o é. Aqui conseguimos ter duas realidades opostas e os resultados.

Quais os resultados de cada uma das opções?

Como disse, sou uma adepta fanática da organização. Assim sendo, levo isso também para a gestão doméstica. Acredito que tudo o que seja pensado e fixado resulta na perfeição, mesmo que no final o resultado seja diferente. Ou seja, mesmo que surjam imprevistos, o facto de existir um planeamento permite que seja mais fácil contornar esses imprevistos. Além disso, consegue-se prever eventuais sobras, propositadas ou não, para preparar outras refeições. Tudo tendo em conta, claro, a gestão do que existe na dispensa. É assim que faço a minha gestão e não abdico dela.

Por outro lado, aqui casa existe uma pessoa adepta do “na altura vê-se”. Resultado? Refeições feitas à pressão, sobras não planeadas e armazenadas à espera de serem usadas, acumulação de alimentos que podiam ser gastos de forma mais rápida e uma complicação na altura de ir ao supermercado. Mas as angústias não terminam aqui. Muitas vezes existem descongelações à pressão e falta de variedade na ementa semanal. Só não existem sobras desperdiçadas porque elas acabam por terem prioridade e a próxima refeição é “planeada” a pensar nelas.

7 benefícios de uma boa organização de refeições

A seguir podes ver a lista dos benefícios de uma boa organização:

  1. Evitar a repetição de refeições, trazendo dinamismo para a tua dieta;
  2. Garantir que consomes todos os nutrientes que precisas;
  3. Evitar sobras e desperdícios cozinhando apenas a quantidade necessária;
  4. Cozinhar a mais com o propósito de usar a preparar outra refeição;
  5. Não cozinhar sob pressão pois já está tudo definido e organizado;
  6. Otimizar a preparação das refeições para poderes cozinhar o máximo de pratos para congelar e servir nos dias destinados;
  7. Fazer uma lista de compras objetiva e que te permita poupar na conta do supermercado.

Como começar um bom planeamento semanal?

Tal como em qualquer tema, um bom planeamento requer muita disciplina e uma estratégia bem definida. Não precisas de ter um doutoramento, só precisas de seguir algumas regras básicas para tudo correr bem. Queres saber como? Não te preocupes! Num dos próximos artigos vou-te mostrar tudo o que precisas saber!