Atualmente, vender roupa usada online em Portugal é uma prática cada vez mais comum. Porquê? Porque enquanto uns esvaziam os armários, outros conseguem adquirir verdadeiras pechinchas. Ou seja, todos saem a ganhar, incluindo o meio ambiente.

Embora este seja um hábito ainda em crescimento a nível nacional, a verdade é que, graças a alguns sites, é possível expandir horizontes e, assim, ter acesso a outros mercados. Mas será que isto pode ser benéfico? Sim, sobretudo se procuras ganhar um dinheiro extra para fazer face às tuas despesas.

De modo a conseguires ganhar mais espaço, encher o teu bolso e ajudar a preservar o ambiente, neste artigo partilho contigo 5 plataformas de venda de roupa usada em Portugal. Agrada-te a ideia? Continua a ler!

5 sites onde podes vender roupa usada online em Portugal

1. Micolet

Além de poderes vender roupa usada, na Micolet é possível fazeres dinheiro ao vender roupa nova, isto é, com etiqueta. Contudo, podes também vender outros produtos, tais como:

  • Acessórios;
  • Calçado.

Seja de mulher, homem, criança ou bebé. Ou seja, este é um site onde podes vender roupa usada de toda a família, libertando espaço e ganhando dinheiro extra.

Quais são as condições para vender roupa usada na Micolet?

Tal como foi dito, na Micolet podes vender artigos de mulher, homem e criança. Contudo, tens de cumprir com alguns requisitos, tais como:

  1. Ter, no mínimo, 20 artigos por envio (o limite máximo é de 500);
  2. Os artigos têm de estar em perfeito estado;
  3. A roupa tem de estar limpa e engomada;
  4. Tem de, no máximo, ser de 3 estações, ou seja, tem de ser roupa atual.

NOTA: à data da publicação deste artigo, os custos com a recolha da roupa para vender eram gratuitos. Contudo, aconselho-te a confirmar esta informação antes de decidires vender a tua roupa nesta plataforma.

De modo a teres mais informação sobre este tópico, recomendo que leias a página com os requisitos que as roupas devem cumprir para serem comercializadas nesta plataforma.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por micolet_pt (@micolet_pt)

Quanto é que posso ganhar ao vender na Micolet?

De acordo com as informações disponibilizadas pela plataforma, o preço de venda é, aproximadamente, 70% de desconto do valor real. Contudo, este preço pode variar tendo em conta outros fatores, nomeadamente a popularidade e marca da peça.

Outro aspeto importante é se a peça não for vendida após 30 dias da sua publicação, o seu preço irá sofrer um ajuste. Se ainda assim o artigo não for vendido após 6 meses, o mesmo será doado para uma ONG ou, então, poderá ser recuperado através do processo de recuperação de artigos.

A plataforma cobra alguma comissão?

A resposta é sim. Segundo a página oficial, a comissão é de 25% sobre o preço de avaliação + 1,5€ para custos de gestão + impostos. A exceção é nas peças com avaliação inferior ou igual a 3€, em que a comissão será 70% + impostos em relação a esse preço.

2. reCloset

A reCloset surge com o propósito de dar o seu contributo para um presente mais sustentável. Assim, Ana Lopes e Telma Santos juntaram-se para criar aquele que é um mercado online onde se pode comprar e vender peças em segunda mão com estória. Porém, aproveitam também este meio para partilharem conhecimentos que permitam despertar a consciência para as questões ambientais e, assim, combater o estigma das compras de artigos em segunda mão.

Como vender na reCloset

Para poderes vender as tuas peças usadas na reCloset, precisas de fazer marcação. Posteriormente, terás de seguir as indicações dadas, tendo em conta que por cada peça enviada, existe uma comissão de processamento de 1€.

Caso as peças cumpram com as condições, recebes um valo até o máximo de 10€ para gastares na plataforma, que não tem validade e pode ser oferecido. Quanto à comissão, recebes 50% do preço final da peça quando esta for vendida. Só tens de escolher como queres receber (podes, inclusive, doar a uma instituição à tua escolha).

Em vez de comprar, podes alugar peças

Esta é uma das opções que tens disponíveis na reCloset. Afinal, existem ocasiões que só duram algumas horas, não sendo necessário ficar com a peça eternamente parada no armário.

Nesta plataforma, compras as peças que queres alugar ao preço de compra (assim, caso queiras, podes ficar com elas no final do processo). Quando já não quiseres usar mais as peças, só tens que devolvê-las e pagar apenas pelo uso que lhe deste, recebendo o reembolso do tempo que não usaste.

3. Roupeiro

Ao contrário das plataformas anteriores, no Roupeiro os utilizadores acabam por estabelecer o contacto entre si. Ou seja, este é um site semelhante ao OLX ou ao CustoJusto, com a particularidade de ser dedicado apenas à roupa, ao calçado e aos acessórios.

4. MyCloma

Perante os números preocupantes do desperdício têxtil em Portugal, alguns jovens empreendedores portugueses acabaram por criar a MyCloma, com o intuito de promover a economia circular. Desde então, milhares de peças já encontraram novos donos.

Quais são os critérios para vender roupa na plataforma?

De acordo com os critérios de venda da MyCloma (consulta-os antes de decidires vender neste site), é necessário que as peças que queres vender sigam algumas regras:

  1. Deve estar previamente lavada;
  2. Estar em perfeito estado, isto é, sem mangas, sem rasgões, cor intacta, sem odores e sem borboto;
  3. Os sapatos e as carteiras devem estar em ótimo estado.

Além de roupa de mulher, a plataforma aceita roupa de homem, bem como roupa de criança a partir dos 4 anos.

No caso de quereres simular os teus ganhos neste site, podes usar o simulador de ganhos.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por MyCloma (@my.cloma)

Como é que se processa a venda de roupa usada online na MyCloma?

Depois de ler os critérios de venda, está na altura de passares à triagem no teu guarda-roupa. Assim que tiveres as peças todas reunidas, podes optar por um dos dois sistemas de recolha do site: a recolha normal ou a recolha 15/15.

Na primeira, podes, no mínimo, vender 20 peças e, no máximo, 100. Nesta modalidade, as comissões são pagas ao cliente. No caso de as peças não serem vendáveis, pode ser pedida a devolução, sendo que o cliente paga o valor dos portes. Se optares por esta opção de recolha, pagas 7,98€.

No caso da segunda opção, podes vender, no mínimo, 15 peças e, no máximo, 100. A diferença é que, além de não pagares os portes de recolha, por cada 15 peças que cumpram os critérios da plataforma, podes optar por receber um vale de 10€ Auchan + vale de 15€ MyCloma ou 5€ de doação a uma ONG à escolha da MyCloma. Além disso, caso existam peças não vendáveis, não poderás pedir a sua devolução, as peças vão diretamente para ONG’s ou para projetos de upcycling.

Se quiseres mais informações, consulta a página com as condições de venda da MyCloma.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por MyCloma (@my.cloma)

5. Vinted, a app mais popular para vender roupa usada online

Vender roupa usada pela Internet é cada vez mais popular graças à Vinted, uma aplicação que, em pouco tempo, conquistou a preferência do público português no mercado da roupa usada. Mas, afinal, o que tem esta aplicação?

Para vender na Vinted, podes escolher entre o perfil pessoal ou profissional (apenas para empresas com sede em França), descarregar a aplicação no telemóvel ou usar a versão online e já está!

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Vinted (@vinted)

O que é que se pode vender na Vinted?

  • Vestuário, calçado e acessórios para mulheres, homens e crianças;
  • Brinquedos, mobiliário e equipamento de puericultura;
  • Cosméticos, produtos de beleza e instrumentos de beleza (exceto Utilizadores Pro);
  • Acessórios técnicos tais como auscultadores, smartwatches, capas de proteção para telemóveis e artigos similares;
  • Artigos para a casa, tais como têxteis, louça de mesa e outros acessórios;
  • Livros.

Além disso, não tens de pagar qualquer comissão. Basta fazeres o upload dos teus artigos, começar a vender e, assim que o comprador receber a encomenda e disser que a recebeu, o montante da venda passa para a tua conta na Vinted. Depois, basta efetuares o levantamento do valor para a tua conta bancária.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Vinted (@vinted)

Convida os teus amigos e ganha dinheiro a vender roupa usada online!

Outra coisa boa na Vinted é que, além de fazeres dinheiro a vender artigos, podes ganhar sempre que convidares um amigo! Assim, por cada amigo que se inscrever e fizer o upload dos seus primeiros 3 artigos, recebes 5€, e 10€ quando eles fizerem uma venda no espaço de 30 dias. Ou seja, podes ganhar, no total, 15€ para gastares em compras no site.

Queres-me dar uma ajuda? Regista-te na Vinted, usando esta ligação!

Onde vender roupa usada online em Portugal

Tal como vês, vender roupa usada online em Portugal não é, de todo, uma missão impossível. Nesse sentido, desafio-te a fazeres a triagem do teu armário, preparar o cenário para tirar fotografias, fazeres o upload nestas plataformas e começares a ganhar!

Se acreditas que este artigo pode ser útil aos teus amigos, partilha-o!